Suplementação: quando vale à pena?



O termo “suplementação” já diz por si próprio: suplementar indica acrescentar algo que não é possível de se obter através da alimentação.


Os suplementos vão desde uma pastilha efervescente de vitamina C até aqueles potes ignorantemente grandes de whey protein. Mas afinal, quando é necessário?


Em primeiro lugar, se faz necessário quando há falta. Por exemplo, se em um exame de sangue você identifica uma deficiência de vitamina D, B12, ferro ou qualquer outro nutriente, a suplementação pode se fazer necessária para corrigir de imediato o problema.


Mas existem outras situações em que a suplementação pode ser bem-vinda. Por exemplo, o whey protein é um tipo de proteína isento de carboidratos e gorduras, o que é muito difícil de ser encontrado na natureza. Outro exemplo é a creatina: um suplemento que funciona pro ganho de força e hipertrofia mas que, se fosse consumido de forma natural, seriam necessários dois quilos de carne vermelha por dia pra alcançar a quantidade.


Existem inúmeros outros suplementos que podem te ajudar, como a taurina, arginina, leucina, BCAA em pó, maltodextrina, cafeína, palatinose e muito mais. O nutricionista é o profissional qualificado pra dizer se você deve ou não utilizar e qual o melhor deles.

26 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo